notíciaspolítica

Cururupu: Rosinha deve 30 meses de aluguel do SPA para Santa Casa, que deve suspender serviços

A situação dos serviços de saúde mantida pela prefeitura de Cururupu que já não é dos melhores, deve ficar ainda pior, é que a prefeita Professora Rosinha, como gosta de ser chamada, deve nada mais nada mesmo que R$ 660.000,00 (seiscentos e sessenta mil reais), à Santa Casa de Misericórdia, maior casa de saúde do município que alugou um espaço para o município onde funciona o SPA, o valor do débito corresponde a 30 meses de atraso, isso mesmo, faz 30 meses que a Prefeita Rosinha não paga um centavo de aluguel.

Sem poder mais manter o serviço sem receber o valor do aluguel, a direção da Santa Casa ameaça desativar o serviço, se isso acontecer, a saúde do município mantido pela prefeitura entrará em colapso, uma vez que o SPA é o principal atendimento de saúde mantido pelo município.

A Prefeita Rosinha costuma se apresentar como uma prefeita responsável, especialmente com os recursos públicos, resta saber o que está acontecendo para que a prefeita não pague os 30 meses de aluguel atrasado, já que os recursos da saúde estão regulamente caindo nas contas do município.

Segundo uma fonte, ligada a direção da Santa Casa, afirma que Alcides Tavares, diretor geral da unidade de saúde, deu até a próxima segunda-feira (26), para que a prefeitura consiga pelo menos R$ 250.000,00 (duzentos e cinquenta mil reais), do contrário, irá se pronunciar publicamente, e suspender os serviços do local.

A Santa Casa de Misericórdia de Cururupu, assim como a maioria das Santas Casas do país passam por sérios problemas financeiros, principalmente porque a demanda é muito maior que a receita, e com uso do espaço por parte da prefeitura, a situação da maior casa de saúde da região só se agravou.

Essa não é a primeira vez que a prefeita Rosinha mostra total descaso com a saúde da população, recentemente o Ministério da Saúde bloqueou recursos do município para o programa saúde da família (PSF), por identificar diversas irregularidades no uso dos recursos.

Recentemente ma auditoria do Denasus identificou diversas irregularidades no uso dos recurso da atenção básica no município, principalmente no que diz respeito a locação de diversos veículos em total desacordo com o contratado, além da empresa contratada, a qual ostenta diversos contratos com a prefeitura em diversas árias, não possuir nenhum veículo em seu nome, todos os carros estão registado em nome de terceiros, um total afronta ao contrato e que deve levar a prefeita a responder na justiça.

Vamos torcer para que a prefeita finalmente faça o pagamento, e assim evite que milhares de pessoas possam ficar sem serviço de saúde, ao que parece, a única coisa que a prefeita está focada agora é em tentar uma reeleição, afinal de contas, seu grupo político que estão se beneficiando do poder, estão fazendo de tudo para não perder as mamadas, embora enfrente um dos maiores índices de rejeição na região, a prefeita acredita que pode vencer.

Leave a Response