notícias

Prefeita Paula (PCdoB) é impugnada na Justiça e deve ficar fora da disputa eleitoral em Paço do Lumiar

Falta de transparência em gastos de R$ 10,5 milhões de verba federal com Covid 19 e sonegação de bens em declaração de renda endossam pedido

A situação da prefeita interina e candidata à reeleição, Paula Azevedo (PCdoB), a cada dia que passa fica mais complicada e a Justiça Eleitoral em breve deve dar o parecer em relação ao processo de impugnação de Nº 0600271-86.2020.6.10.0093, um dos principais motivos que devem tirar o sono da chapa comunista e pesedebista em Paço do Lumiar.

A falta de transparência sobre gastos de recursos federais com a pandemia, fato que tem dado prisões a chefes dos executivos em todo o Brasil, onde Paço do Lumiar recebeu em torno de R$ 10,5 milhões em recursos, um ato gravíssimo que inclusive já foi noticiado no site Maiobão TV, onde a Promotoria de Justiça do município abriu inquérito com mais de 300 páginas para apurar possíveis crimes contra o erário público.

Um outro fato curioso sobre o pedido de impugnação foi a omissão de bens nas declarações das rendas dos membros da chapa majoritária, a prefeita Paula omitiu o patrimônio com valor aproximado de R$ 340 mil, declarado nas eleições de 2016 e o postulante a vice, Inaldo Pereira que também sonegou em sua declaração de renda a icônica Pajero modelo TR4 de cor preta, adquirida às vésperas das eleições de 2018.

Com isso, o sinal de alerta paira sobre a coordenação da campanha da prefeita interina, que terão que se preocupar com mais um processo para se defender na justiça.

Leave a Response