notíciaspolítica

Ver. Cristiano quer ex-diretora da Unir Saúde no comando do Hospital de Ribamar

Professor Cristiano quer emplacar a esposa que dirigiu em Ribamar o Instituto alvo de escândalo nacional

Com a saída da Unir Saúde do município de São José de Ribamar, quem perdeu o emprego de diretora foi a esposa do líder do governo, vereador Professor Cristiano. Andreya de Jesus era diretora no quadro de funcionários da Unir Saúde, empresa que administrava o Hospital Municipal de São José de Ribamar, e que teve seu contrato rompido após escândalo nacional.

Assim que soube do descredenciamento da empresa e do destrato com a prefeitura de São José de Ribamar, o vereador Cristiano teria ido bater na porta do prefeito Eudes Sampaio (PTB), e exigir que o gestor determine à nova empresa, o IADVH – Instituto de Apoio ao Desenvolvimento da Vida Humana, a imediata admissão de sua esposa como Diretora, com salário que pode chegar a R$ 18 mil reais.

Cristiano alega ao prefeito, que desde o início sempre se posicionou contra a CPI da Saúde, além da fidelidade de sua esposa ao político, agindo como olheira e porta-voz de Eudes no Hospital.

Andreya informou ao prefeito, por exemplo, de uma homenagem preparada por servidores da Saúde para o ex-secretário Tiago Fernandes. Ao saber das manifestações que estavam sendo preparadas, o prefeito foi taxativo, “quem participar será exonerado”. Confidenciaram, decepcionados, vários funcionários.

O episódio, junto com as demissões de funcionários de terceiro escalão do início do mês, em plena crise causada pelo Covid-19 teriam sido fundamentais para a crise instalada entre o grupo de Eudes Sampaio e Luís Fernando.

Caso o prefeito consiga impor à nova empresa a contratação da ex-diretora da Unir Saúde, tudo indicará que a mudança de empresa foi apenas uma jogada, mas tudo continuará como antes.

Leave a Response