notícias

DPCA registra 37 estupros de vulneráveis em quatro meses em São Luís

O período de pandemia do novo coronavírus trouxe mais uma preocupação: vítimas e agressores estão mais próximas, sejam idosos, mulheres ou crianças.

Nos últimos 4 meses foram 37 estupros, incluindo vulneráveis e na faixa etária de 14 anos de idade. Apesar da diminuição, os dados são preocupantes. No último ano, mais de 1.000 ocorrências foram contabilizadas em São Luís. Pelo menos 300 eram de crimes sexuais. Os dados marcam o Dia de Combate à Exploração de Crianças e Adolescentes, que há 20 anos é lembrado. Este ano, a luta vai ser discutida através das redes sociais.

COMO DENUNCIAR

O Disque 100 é um serviço de recebimento, encaminhamento e monitoramento de denúncias de violência contra crianças e adolescentes, especificamente, e contra os direitos humanos, em geral. Ele funciona diariamente, de 8h às 22h, inclusive nos fins de semana e feriados. As denúncias são anônimas e podem ser feitas por discagem direta e gratuita.

O QUE SABER

O abuso e a exploração sexual são coisas distintas e fazem parte de um conceito mais amplo, que é a violência sexual. O abuso sexual não envolve dinheiro ou gratificação e acontece quando uma criança ou adolescente é usado para estimulação ou satisfação sexual de um adulto, podendo ocorrer pela força, ameaça ou sedução, dentro ou fora do ambiente familiar. A exploração sexual, por sua vez, pressupõe uma relação de mercantilização em que o sexo é fruto de uma troca, seja ela financeira, de favores ou presentes. Por vezes, crianças ou adolescentes são como objetos sexuais e mercadorias dos criminosos.

Portal MA10

Leave a Response