notíciaspolítica

Entrevista com o pré-candidato a prefeito de Paço do Lumiar, Fábio Rondon

O Portal Maiobão TV, inicia nesta sexta-feira a publicação da série de entrevistas realizada pelo site com os pré-candidatos a prefeito de Paço do Lumiar nas eleições de outubro de 2020.

As publicações serão feitas entre os pré-candidatos que melhor se posicionaram nas últimas pesquisas realizadas na cidade.
Confira a seguir a entrevista completa com o pré-candidato Fábio Rondon:

Maiobão TV – Que razões levaram você a colocar seu nome à disposição para disputar a Prefeitura de Paço do Lumiar?

Fábio Rondon: Estou satisfeito em recebê-los aqui em minha casa no Tambaú, nós moramos aqui há cerca de 28 anos, e em 2017 eu fui convidado a ser Secretário Municipal de Educação aqui em Paço do Lumiar, e, eu vinha de uma experiência do Estado, exercia a função de Secretário Adjunto de Educação, também fui vice Prefeito em Brejo, e também assessor especial de Jackson Lago, me dando uma experiência com a máquina pública. E esse meu trabalho na Secretaria de Educação me permitiu conhecer mais de perto a realidade luminense. E quando eu saí da gestão, um grupo de amigos e professores e pessoas ligadas das Escolas Comunitárias, esse grupo me convidou para que pudéssemos trabalhar uma proposta para que pudéssemos disputar a eleição Municipal. Então surgiu dessa confluência, desse desejo de amigos, profissionais, lideranças, enquanto estive como Secretário. Não foi algo que eu tivesse premeditado, embora antes eu já estivesse sido convidado por Dutra, já que em alguns momentos ele achava que não iria disputar a eleição, mas nunca houve uma definição enquanto eu estava na gestão.

Maiobão TV – Se o seu nome for homologado pela convenção do seu partido, quais as principais propostas que levará ao eleitor?

Fábio Rondon: Hoje quando fazemos um projeto político, precisamos ter o dever de cumprir isso, pois isso é aferido e a população tem o direito de fazer essa cobrança. Minha plataforma se inicia pela educação, porque foi essa experiência administrativa que me possibilitou hoje estar dialogando com o luminense, então tudo parte da plataforma da educação. Nós sabemos que até 2020 existe um debate de financiamento da educação, temos o modelo do Fundeb, até 2024 teremos que construir escolas em tempo integral e incentivar esse como o modelo educacional e por isso minha proposta parte da educação, saúde, geração de emprego e renda, Mobilidade Urbana, Desenvolvimento Sustentável, e na geração de emprego e renda, temos uma proposta específica.

Maiobão TV – Paço do Lumiar é uma cidade grande, que cresceu desordenadamente, e, portanto, cheia de problemas, quais as atitudes emergenciais você tomaria caso assuma em janeiro de 2021 o comando do município?

Fábio Rondon: Essa pergunta nos leva a questão importante que é a Mobilidade Urbana, garantir que as pessoas possam se locomover da sua casa ao seu local de trabalho. Esse é um grande desafio, pessoas ficam horas esperando um ônibus, que não se tem em números suficientes, isso causa grande transtorno. Isso é prioridade em nossas ações. Outra questão é a Infraestrutura. Nós temos bairros inteiros sem saneamento básico, já houve um avanço no Maiobão e temos que reconhecer algumas áreas limítrofes com o Maiobão, como Cafeteira, Paranã, Lima Verde, mas precisamos ampliar, com os novos bairros, novas ocupações, precisamos dar uma resposta. Com a pavimentação de vias, também com os equipamentos públicos, como UBS, Escolas, praticamente há 20 anos não se constrói escolas em Paço do Lumiar. Quero focar bem em Educação e Saúde.

Maiobão TV – O que o leva a acreditar que poderá vencer as eleições para Prefeito, e a sua eleição conta com quais apoios políticos?

Fábio Rondon: Em relação à vitória eleitoral ela se constrói na medida em que avançamos e discutimos um projeto em que a população vai assumindo esse projeto. Eu não tenho nenhuma pesquisa como parâmetro, mas sei que algumas já foram feitas e há um grande percentual de pessoas que ainda não se definiram. Então se você tem esse índice de indecisos isso nos dá a garantia de que a eleição não está definido. E isso nos dá a possibilidade de conversar com as pessoas, ir às comunidades, conversar com diversos segmentos, jovens, com as igrejas.

Maiobão TV – Você é o único pré-candidato declarado do PC do B, mas ainda não tem o apoio de todas as lideranças de seu partido. Existem posicionamentos de membros do diretório municipal, em que alguns desses membros tendem a apoiar a reeleição da prefeita Paula Azevedo e também como a pré-candidatura do Inaldo Pereira. Como conseguirá ser o candidato de consenso do partido?

Fábio Rondon: Primeiro nós temos o Prefeito, que é do partido, e é o candidato natural, o Domingos Dutra. Ele continua como Presidente do partido, isso não depende da gente, depende da situação de saúde dele, ele é o candidato natural, porque ele tem direito a reeleição. Nós estamos discutindo um projeto político, discutimos com vários partidos, de esquerda, de direita. Nosso projeto político para Paço do Lumiar é para unificar. Um projeto inclusivo, unificador. Como filiado do PCdoB me coloco na perspectiva do que o partido definir.

Maiobão TV – Você inicialmente quando anunciou a sua pré-candidatura, reuniu um grupo político coeso, o qual rendeu uma significativa votação aos seus candidatos a deputado federal e estadual. Com o passar do tempo muitos abandonaram o seu grupo e consequentemente seu projeto. O que você tem a dizer sobre isso?

Fábio Rondon: A construção de um projeto vai se consolidando com o tempo, nesse período, assim como outras pessoas vieram e somaram conosco, também teve outros companheiros que repensaram sua posição e hoje estão mais distante. Mas eu não nunca fiz política com rancor, política se faz com amor, assim eu respeito a posição de cada um que em determinado momento decidiu caminhar de forma diferente.

Maiobão TV – Você foi membro de alto escalão do governo do Dutra, e homem de confiança da sua esposa e até apelidada pela imprensa de “supersecretária”, pelo grande poder que a mesma obtinha. Como era a sua relação com a primeira dama?

Fábio Rondon: Sempre foi uma relação respeitosa, tínhamos uma pasta muito problemática, questão de infraestrutura das escolas, a questão do orçamento que não era nosso, era do gestor anterior. Então construímos uma parceria com respeito e a partir dessa parceria avançamos em muito aspecto, como a Robótica, Informática, Educação Ambiental, tivemos a reforma de quase 50 escolas e isso se deu como fruto dessa relação respeitosa.

Maiobão TV – O governo Dutra passou por inúmeros escândalos de corrupção, dezenas de inquéritos de investigação, alvo de operações da GAECO e Seccor, além de processos civis e criminais na justiça. Como o senhor avalia o governo Dutra em relação a isso? Como o eleitor irá diferenciar o senhor do governo do prefeito Dutra?

Fábio Rondon: Em relação a questão do Ministério Público, ele age como fiscalizador, com ações que ajudam um gestor a implantar políticas transparentes, que valorizem a população. Por outro lado, esse modelo de gestão centralizado, a maioria dessas ações se deveu a questões relativas a processos da Secretaria de Administração, então a Secretaria Educação não originava processos, não licitava, enfim tudo era feito na Secretaria de Administração. O que vai me diferenciar é uma atitude respeitosa que tivemos com os professores, pais de alunos, demais funcionários. Tanto que implementamos várias ações que possibilitaram que a gestão tivesse êxito na educação. Nós conseguimos que nossa meta, que era alcançar no IDEB 4.9, e nós conseguimos 5.0, fruto do diálogo, do respeito, com muita educação continuada, com valorização dos profissionais, com isonomia salarial. Acho que meu desempenho enquanto Secretário de Educação, aquilo que foi obtido com esse trabalho, é a minha marca, meu portfólio, como pessoa, como profissional, como político, como ser humano.

Maiobão TV – As pesquisas apontam que melhorias na educação estão entre as principais reivindicações da população. Como você foi secretário de Educação no governo Dutra, o que fará para o eleitor acreditar em suas propostas, haja vista que você teve a oportunidade fazer essa mudança desejada pela população?

Fábio Rondon: Investir na construção de escolas, se você não colocar crianças na escola daqui a uns dias você não consegue mais financiar a educação. Porque para você financiar é preciso colocar a criança na creche. É uma cadeia. Você recebe o Fundeb por alunos, então é preciso construir escolas, priorizar os novos bairros, novas ocupações. Priorizar também as creches que dão a garantia para que a mãe vá trabalhar e ajudar no sustento daquela família. Também a Escola em tempo integral, onde a criança entra pela manhã e fica o dia todo, onde você garante a aula, a alimentação, lazer, esporte. Assumir a carga horária de 30h para os professores, essa será a minha bandeira. Dar condições de trabalho ao profissional. Pagar melhor nossos professores, nossos gestores escolares.

Maiobão TV – Fábio, os atuais prefeitos, Dutra e a própria Paula já declararam que não há condições financeiras de colocar em funcionamento a UPA, com os recursos do município. Qual sua opinião e como resolver esse impasse?

Fábio Rondon: Hoje é uma questão grave, acho que é preciso fazer parcerias com municípios vizinhos, parceria com o Governo do Estado, e bater a porta do Governo Federal, ir atrás dos deputados que foram votados no município, por emenda parlamentar. O que não pode é que a UPA fique fechada. Esse recurso se constrói por essas parcerias.

Maiobão TV – Utilize agora este espaço para passar uma mensagem ao luminense, fique à vontade Fábio Rondon.